Dois dias em Santa Teresa

Com o intuito de mostrar mais da região dos imigrantes para os blogueiros que estavam participando do #PocandonoES 4, Santa Teresa foi a pedida para um roteiro de final de semana.

Circuito Caravaggio, em Santa Teresa - ES.

Que a gente adora esta cidade não é novidade, visto que já falamos dela aqui, aqui, aqui e aqui também...e aposto que se você já passou por lá, também não resistiu aos encantos da Cidade dos Colibris.

Mas vamos ao roteiro, que se encaixa perfeitamente num final de semana com o objetivo de se desligar da correria do dia-a-dia e curtir um pouco de paisagens naturais e boa gastronomia (ótima combinação essa, alias!).

Cerca de 50 hectares em Santa Teresa estão produzindo aproximadamente 700 toneladas de uvas por ano em Santa Teresa, que por sua vez transformam-se em vinhos e espumantes. O cultivo da uva para a produção de vinho teve inicio em Santa Teresa com a imigração italiana, que tembém adaptou a jabuticaba (nativa da Mata Atlântica) para a produção da bebida.

E começando o roteiro com o pé direito, fomos conhecer a Cantina Mattiello. Próximo a entrada do Circuito Caravaggio, está a loja e também a adega da Mattiello. Como estavámos em um grupo com mais de 10 pessoas, foi possível conhecer não só a história do lugar como também os vinhos que são ali produzidos, finalizando a visita com uma apetitosa degustação.

Degustação na Cantina Mattiello - Santa Teresa - ES

Um pouco dos produtos da Mattiello

Fotos num barril da Mattiello: De todos os ângulos!

Além de curtir um pouco da produção de vinhos, é possivel também apreciar um bom café na Cantina Mattiello. A área da lanchonete é uma graça, e já contamos um pouco dela em outros post.

Cafés para apreciar e também levar para casa! 

Após conhecer um pouco da importância do vinho para Santa Teresa, hora de ir a uma das primeiras construções da cidade: a Casa Lambert. Construída em 1975 pelos irmãos italianos Antônio e Virgílio Lambert, é tombada como Patrimônio Histórico Estadual e atualmente funciona como uma Casa da Memória, contando a história da imigração italiana em Santa Teresa. A entrada na Casa custa R$2,00 (Abril/2018) a inteira, e ela fica aberta a visitação de quinta a domingo, das 9-12 horas e das 13:30-17 horas.

Casa Lambert - Santa Teresa - ES

Paiol - Casa Lambert - Santa Teresa - ES

Um pouco dos objetos que retratam o início da colonização italiana em Santa Teresa - ES

Um passeio pela imigração italiana em Santa Teresa - ES

 Ainda na Casa Lambert fomos recepcionados pelo Rei e Rainha da Uva e do Vinho. A eleição do Rei e Rainha da Uva e do Vinho geralmente se dá uma semana antes da Festa de mesmo nome. Na festa em questão, há desfile com distruibuição de vinho e suco de uva pelas ruas da cidade e muita música italiana. 

Manu com o Rei e Rainha da Uva e do Vinho

Da Casa Lambert foi a hora de iniciar nossa rota pelo Circuito Caravaggio. E como já era próximo ao meio dia, nada melhor que começar a desbravar o circuito pelo Restaurante Villaggio Zamprogno. Estava acontecendo a 5ª Edição do Santa Teresa Goumert, e experimentamos o prato da casa que estava no festival, o Gnochi de Batata. O prato custou durante o festival R$39,00 (Abril/2018), mas na casa há outras opções de massas com molho a escolha por R$25,00. 

Villaggio Zamprogno - Circuito Caravaggio - Santa Teresa - ES 

Gnochi de Batata - com recheio de mel na manteiga e filé com creme de queijo


Após o almoço, hora de apreciar a vista da Rampa de Voo Livre Amauri Fernandes. Para acessar a rampa, é cobrado um valor de R$3,00 (Abril/2018), e para quem deseja aproveitar para saltar dali, um dos contatos é com a Volare Santa Teresa (27 99848-6734).

Vista da Rampa de Voo Livre Amauri Fernandes

Manu fazendo pose com esse visual todo da Rampa atrás


Ainda no Circuito Caravaggio, hora de conhecer a Casa dei Liquori. Uma casinha que muito me lembrou a casinha de doces da história de João e Maria, localizada entre a estrada e um belissímo lago. Ali é possível experimentar uma série de liquores, e o de Pequi faz muito sucesso. Aproveite a parada aqui para relaxar um pouco e apreciar o lugar!



Casa Dei Liquori - Circuito Caravaggio - Santa Teresa - ES

Um arco-íris de liquores

Um pouco do entorno da Casa dei Liquori

E a tentativa de fazer coração na foto continua - Circuito Caravaggio - Santa Teresa - ES

Ainda no Circuito Caravaggio, hora de passar pela Casa dos Espumantes. Fomos recebidos com uma variedade de espumantes na degustação, inclusive o de jabuticada. Se você vai a Santa Teresa, a Casa dos Espumantes é uma parada obrigatória - o lugar é um charme, atendimento de primeira e super compensa comprar umas garrafas para  levar consigo.

Casa dos Espumantes - Circuito Caravaggio - Santa Teresa - ES

Degustação das borbulhas capixabas - Casa dos Espumantes - Santa Teresa - ES

Dúvida cruel: qual e quantos levar! Casa dos Espumantes - Santa Tersa - ES

Para finalizar com chave de ouro o primeiro dia em Santa Teresa, fomos experimentar as esfihas do Santa Sfiha. Caso esteja a fim de um lanche rápido em Santa Teresa, não tenha dúvidas. A massa é super saborosa, fartura do recheio e atendimento de primeira. Os sucos também são ótimos, feitos de polpa da região - e aqui recomendo o de framboesa! A lanchonete fica localizada próximo a Praça Auguto Ruschi, no centro - ótimo lugar para fazer uma parada após percorrer um pouco do Circuito Caravaggio.

Esfihas do Santa Sfiha - Santa Teresa - ES


 A noite já estava chegando, e era hora de conhecer o lugar que iríamos passar a noite. Os blogueiros foram divididos por algumas pousadas e sítios que nos receberam. E a gente, juntamente com o Fuxico de Viagens, o Por Aí Dica de Viagens e o Caminha Gente fomos alocados no Sítio Floratta

Sítio Floratta - Santa Teresa - ES

O Sítio Floratta fica localizado no Circuito Caravaggio, e é uma ótima opção para quem quer curtir um final de semana em família. São diversas casas, e nós ficamos na Casa Vermelha. São três quartos (sendo um suite), sala ampla e uma cozinha equipada. Na área externa, uma churrasqueira e piscina para fechar com o final de semana. Geralmente o hospede necessita levar seus percentes de uso pessoal e de higiene, assim como os alimentos para o periódo da estadia. Como estavámos ali apenas para uma noite (o que foi uma pena), fomos cuidadosamente recepicionados com uma cesta de café da manhã da Manacá - pães e bolos de primeira!

Um dos quartos do Sítio Floratta - Circuito Caravaggio - Santa Teresa - ES

Sala de TV - Sítio Floratta - Santa Teresa - ES

Cozinha - Sítio Floratta - Santa Teresa - ES

Nosso café da manhã com os produtos da Manacá - Sítio Floratta - Santa Teresa - ES

Área externa do Sítio Floratta

A noite no Sítio Floratta foi muito agradável, e acordar com entre fragmentos de Mata Atlântica e com as quaresmeiras floridas foi uma ótima experiência. A vontade era aproveitar mais o lugar, mas o roteiro do dia nos aguardava.

Nossa primeira parada foi na Galeria Cultural Virgínia Gasparini Tamanini. Virgínia foi escritora e poetisa Teresense, e sua principal obra foi o romance Karina, que retrata a vida dos primeiros imigrantes italianos em Santa Teresa. Na galeria é possível encontrar produtos locais como vinhos, artesanatos, doces e biscoitos. Uma perdição só!

Galeria Cultural Virgínia Gasparini Tamanini

Por dentro da Galeria Cultural - Santa Teresa - ES

No andar de cima da Galeria funciona o Museu da Cultura e da Imigração Italiana de Santa Teresa. Ali conta-se a história da imigração no município, como eram as primeiras moradias e as dificuldades enfrentadas pelos novos moradores da cidade. De acordo com documentos históricos, em 1874 já haviam italianos em Santa Teresa, tornando esta a primeira cidade com imigração italiana no Brasil. Como conta um pouco da história de Santa Teresa, não podia este museu deixar de falar de um dos seus ilustres filhos, o ecólogo Augusto Ruschi - responsável pela preservação da Mata Atlântica em boa parte do territória capixaba e fundador de outro museu da cidade. O Museu abre de quinta feira a domingo (e feriados), das 9 - 17 horas fechando das 12 - 14 horas para almoço, e o valor da entrada é R$2,00 (Abril/2018) a inteira.

Um pouco de Augusto Ruschi - Museu da Cultura e da Imigração Italiana em Santa Teresa - ES

Um pouco da rotina dos imigrantes - Santa Teresa - ES

Para a locomoção pelas estradas afora - Santa Teresa - ES

Manu e o seu coração - Santa Teresa - ES

Um pouco da história e imigração italiana em Santa Teresa - ES

 A já que falamos de Augusto Ruschi, não tinha como deixar de visitar o Museu Prof. de Biologia Mello Leitão, fundado pelo famoso teresense. A visita ao Museu se destaca tanto que tem post só para ele aqui no blog. Difícil falar o que mais encanta lá: se é a delícia de andar pela Mata Atlântica, de ver animais em recuperação sendo bem tratados, apreciar a coleção de orquídeas (uma das paixões de Augusto) ou da dança dos colibris que na varanda da antiga casa de Augusto Ruschi encontram alimento e conforno. Só indo para sentir essa avalanche de emoções!

Manu vidrada nos colibris no Mello Leitão - Santa Teresa - ES

Eu e Manu na varanda mais linda deste planeta - Museu Mello Leitão - Santa Teresa - ES

Porque não parar um pouco para escutar os passáros? Mello Leitão - Santa Teresa - ES

E como se não bastasse o tanto de coisas legais que Santa Teresa tem, reunir alguns dos seus melhores restaurantes na Rua de Lazer só faz a experiência gastronômica ser destaque nesta cidade. Aqui, carros não entram e a rua é tomada pelas mesas dos restaurantes, tornando o ambiente super agradável.

Rua de Lazer - Santa Teresa - ES

Foram dois os restaurantes teresenses que recepcionaram os blogueiros do Pocando no ES: o Taberna Lounge e o Fabricio. O grupo se dividiu para jantar em um e almoçar no outro. Como na noite de sabádo estavámos satisfeitos com as esfihas e já conhecia o Taberna (super indico, principalmente a Costela de lá!), dei-me o luxo de ficar no Sítio com Manu. Mas no almoço de domingo fomos nos deliciar com o Spaghetti no Fabrício. O ambiente é uma delícia - tanto na parte interna do restaurante quanto as mesas que ficam na rua. Quanto ao prato, nem sei o que comentar: macarrão ao ponto, tempero na medida certa e os filés super suculentos! Se a gente gostou? Amou!

 Parte interna do Fabrício Bar + Restaurante, na Rua de Lazer, em Santa Teresa - ES

Nosso espaguetti com molho pesto e filé: divino!

Para sobremesa, Manu foi de brigadeiro. Havia um foodtruck na rua e a pequena não resistiu. Como não provei, não consigo expressar muito a opinião a não ser o 'estava uma delícia' da pequena!

Brigadeiro na Rua - Santa Teresa - ES

A caminho de Vitória, mas ainda dentro no nosso roteiro, fizemos uma parada mais que estratégica na Claids Biscoitos. Filhos de Santa Teresa, é possível encontrar os biscoitos da Claids nos supermercados pelo Espírito Santo, e dificil saber qual o mais gostoso. Na loja, além de poder degustar uma infinidade de biscoitos, ainda pode-se tomar um expresso de primeira.

Clais Biscoitos - Santa Teresa - ES

Claids Biscoitos - Santa Teresa - ES

Mais um pouco da Claids Biscoitos

Rumo a Vitória, fizemos uma última parada no Laticinio Lorena, já no municipio de Fundão. O laticinio conta com uma boa lanchonete, mas não podemos esquecer que a estrela da cada são os produtos produzidos ali: queijos, manteiga e iogurte de primeira! Confesso que será difícil agora passar por ali sem fazer um pit-stop para comprar aquele pedaço de queijo delícia.

Laticínio Lorena - Fundão - ES

Queijos tentação do Laticínio Lorena - Fundão - ES

Impossível não querer repetir esse roteiro do Pocando. O Circuito Caravaggio é uma delicia, e merece mais tempo para poder passar por mais lugares encantadores. Os restaurantes de Santa Teresa se destacam pela qualidade e preços justos, além do bom atendimento. E as paradas na estrada - Claids e Laticinio Lorena - servem para fazer uma semana pós Santa Teresa mais feliz!

Blogueiros que participaram do Pocando no ES 4

Viajar com criança pode sim ser uma experiência maravilhosa, mesmo com um destino sem plays e com muita história e cultura. A pequena super curtiu os lugares que visitamos, o que só reforça que a região dos imigrantes é um super destino para passear em família.

Obrigada a todos os envolvidos no Pocando no ES e aos que apoiaram essa iniciativa tão bacana em apresentar o Espírito Santo para o Brasi e o mundo.






Comentários

  1. Respostas
    1. Por aqui também amamos Santa Teresa! Acho ela tão charmosa quanto Pedra Azul, com boas opções de passeio e preços atrativos!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Hidrolândia Parque - Iúna - ES

Descobrindo Costa Dourada (Mucuri - Bahia)

Santa Teresa: Roteiro de 2 dias para aproveitar a cidade