Convento da Penha

Dos lugares que vale demais conhecer, indico o Convento da Penha - em Vila Velha. Desde que vim morar em Vitória (a alguns anos atrás) gosto de ir lá buscar paz - e é bem essa a sensação de estar lá.

É possível chegar ao Convento tanto de carro como de busão. Quem não for da Grande Vitória e não souber como chegar, o site do Convento dá um help.

Desde que Manu nasceu, entretanto, não havia ali ido. Preguiça ou comodismo, quis sair deste estigma e tiramos uma tarde de Novembro para ir lá. Mas aí fizemos todo o ritual de turista: fomos assistir uma Missa (horários no site já indicado) e subimos com o transporte do Convento. Para quem não quiser subir de Van (estava R$3,50 a ida/volta), domingo cedo (para a primeira Missa do dia) e demais dias, dá para subir de carro. Também pode ir andando pelas ladeiras - neste caso, recomendo sapato confortável. São duas ladeiras, e ambas em pedra sabão - a da penitência tem uma subida mais charmosa, mas é mais íngreme.


Tickets de subida e descida

Na Van - subida


Antes de subirmos para a Missa, demos uma passada rápida pela Sala dos Milagres. Ali vemos muitos agradecimentos pelas graças concedidas, e dá para tirar um minutinho e agradecer tudo de bom que passa pela nossa vida. Devido ao horário, fomos logo buscar um lugar dentro do Convento. Era um domingo normal, e mesmo assim ela estava bastante concorrida. Conseguimos um lugar que deu para acompanhar legal, dando a volta pelo Convento e entrando por uma porta auxiliar lateral.

Sala dos Milagres

Vista do bebedouro

Subindo as escadarias do Convento

Entrada do corredor lateral ao Convento


Após a Missa, apreciamos um pouco o interior do mesmo e a vista dali. Depois descemos e fomos apreciar a vista das escadarias. Dali dá para ver umas Ruínas, que depois de dar uma pesquisada na internet, vi que era a antiga casa dos escravos que no Convento trabalhavam.

Apreciando Vila Velha

Quadro no interior do Convento

Altar

Detalhes

Convento da Penha

Ruínas


Terceira Ponte e Morro do Moreno

Retornando ao Campinho (onde é o Ponto da Van e também ocorre as Missas em épocas de Festa), aproveitamos para apreciar a vista. Deste ponto dá para ver a Baía de Vitória e tirar boas fotos. Neste momento me arrependi de não ter ido na Capela que ali tem - como assistimos a última Missa, na volta, tanto a Capela quanto as demais coisas - como o Museu e a loja já estavam fechados. Então fique a dica: chegue com mais de 30 minutos de antecedência.

Detalhes (2)


Descendo a escadaria para o Campinho

Capela São Francisco

Pequena fazendo pose

Vista do Campinho

Convento da Penha

Como já mencionado numa legenda, lá tem bebedouro e aqui acrescento também que há banheiro. Também tem uma lanchonete. Na subida é possível ver saguis, e aqui deixo o aviso de não alimenta-los. Ainda em relação aos saguis, acrescento para tomar cuidado se tiver com algum alimento (principalmente chocolate) nas mãos.

Este é um passeio mais religioso, e embora não proíbam a entrada com determinado tipo de roupa, acho louvável nos atentarmos que é uma Igreja, e por isso roupas de banho não caem tão bem (Tudo é permitido, mas nem tudo convém!). 

Manu se comportou bem. Na hora da Missa chegou a dar uma 'enjoadinha', mas aguentou até o final dentro da Igreja. Como: pedindo para ela sentar, mostrando (baixinho) os quadros e falando de Deus, Jesus e Maria para ela. Para quem acha que a criança pode dar trabalho em assistir a Missa, vá em outro horário, mas não deixe de ir.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Hidrolândia Parque - Iúna - ES

Descobrindo Costa Dourada (Mucuri - Bahia)

Parque Estadual Pedra Azul - Como Chegar e Quando Conhecer